domingo, 21 de agosto de 2011

Alien Trívia




O FILME

  • O copião possui 3 horas e 12 minutos de duração.
  • Foi criação da profissional de copywriting Barbara Gips a famosa frase: "No espaço ninguém pode ouvir você gritar."
  • Muitos estúdios possuem leitores profissionais de roteiros e que sumarizam os milhares de roteiros recebidos. Alien recebeu a seguinte leitura: 'É como Tubarão (Jaws, 1975) só que no espaço."
  • Ridley Scott assumiu após a Paramount cancelar seu projeto da época, Tristan + Isolde (dirigido por Kevin Reynolds em 2006)
  • Nenhum estúdio queria fazer Alien, até mesmo a 20th Century-Fox, alegando vários motivos. O primeiro produtor que se interessou pelo filme foi Roger Corman, mas só quando Walter Hill (48 horas I e II, A encruzilhada, Ruas de Fogo) assumiu, a 20th Century-Fox retornou à mesa de negociações, com a condição de que fosse reduzida a violência no roteiro. Ainda assim rejeitaram as primeiras propostas por considerarem muito sangrentas. Antes de Ridley, outros diretores disseram não ao projeto, incluindo Robert Aldrich, Peter Yates e Jack Clayton.
  • Os produtores do filme It! The Terror from Beyond Space (1958) cogitaram em processar a 20Th Century-Fox por plágio, mas desistiram. O escritor A.E. van Vogt, processou o estúdio (e perdeu) alegando plágio de sua historia "Discord in Scarlet" (1939).


O ELENCO

  • Ridley Scott chegou a cogitar em Meryl Streep para interpretar Ripley.
  • Para os testes para o papel de Ripley, Ridley Scott convidou mulheres para opinarem sob uma perspectiva feminina e todas foram unânimes quanto a interpretação da jovem e desconhecida atriz Sigourney Weaver, cuja presença na tela foi comparada a Jane Fonda.
  • Veronica Cartwright, que interpretou Lambert, estava originalmente escalada para interpretar Ripley. Ela só soube da mudança ao realizar o teste de roupas.
  • O ator Jon Finch, originalmente escalado para interpretar Kane, adoeceu no primeiro dia de filmagem e foi levado às pressas para um hospital onde foi diagnosticado com diabete. Ridley, que conhecia John Hurt, convidou-o naquela mesma noite e no dia seguinte Hurt estava no estúdio.
  • Bolaji Badejo que atuou na pele do Alien, era um artista gráfico descoberto em um pub por um dos diretores de elenco. Sendo um masai, tinha 2,13 cm e era extremamente magro, perfeito para a necessidade. Ele fez aulas de Tai Chi e mímica para aprender a se mover como o Alien.  Para ele também foi feita uma cadeira especial para poder sentar-se durante as filmagens, já que a cauda do Alien tornava a ação impossível.



EFEITOS ESPECIAIS

  • Brian Johnson responsável pelos efeitos visuais, trabalhava paralelamente no filme The Empire Strikes Back (O Império Contra-Ataca, 1980).
  • Os desenhos de H.R. Giger precisaram ser refeitos diversas vezes devido a sua sexualidade ofensiva. Chegando a serem confiscados pela alfândega americana.
  • A parte frontal da cabeça do Alien foi feita de parte de um crânio humano verdadeiro.
  • Três Aliens foram feitos, um modelo e duas vestimentas inteiras, uma delas era utilizada pelo masai Bolaji Badejo (2,13 cm), e o outro por um dublê. As vestimentas tinham que ser repintadas todo dia para as tomadas por que o Slime usado removia a pintura acrílica.
  • Foi do artista conceitual Ron Cobb a ideia do Alien sangrar acido. Foi uma solução dada a O'Bannon para o porquê da tripulação não simplesmente atirar no Alien com uma arma.
  • Alguns dos ingredientes da roupa do Alien são massa de modelar e partes do motor de um Rolls Royce.
  • O laser azul e a máquina de fumaça utilizada na câmara dos ovos, foram emprestados da banda The Who, que os testava para seus shows utilizando o palco ao lado.
  • Foram feitos 130 ovos para a cena da câmara.
  • O gráfico de vetor que aparece na tela de Ripley  na seqüência de separação do Nostromo foi também utilizada na decolagem do carro em Blade Runner (1982).
  • Três Nostromos foram construídos: uma versão de quase 4 metros para tomadas longas,  uma de 14 metros para a seqüência de pouso e uma fachada de 7 toneladas para mostrar a nave na superfície do planeta.
  • O interior da Nostromo foi feito a partir de partes de aviões retiradas de cemitérios de aeronaves.
  • O rebocador Nostromo supostamente teria 250 metros de comprimento enquanto a refinaria, em torno de 2,5 quilômetros de comprimento.
  • A carcaça do face-hugger na qual Ash realiza a autópsia foi feita de um molusco fresco, ostras e rim de carneiro para recriar órgãos internos.
  • Para o sangue e entranhas de Ash foram usadas água colorida, leite, macarrão, anéis de cebola e bolas de gude.
  • Os trajes espaciais utilizados por Tom Skerritt, John Hurt e Veronica Cartwright, eram enormes, costurados com nylon e sem saídas para transpiração. Os atores trabalharam sob as fortes luzes do estúdio em condições que excediam os 39 graus e por vezes chegaram a desmaiar. Uma enfermeira era mantida na filmagem com oxigênio.     
  • O Space Jockey tinha 8 metros de altura. Nas tomadas à distância, Ridley Scott usou seus filhos e o filho do cinegrafista, para fazer a estrutura parecer maior.
  • Somente após os desmaios dos filhos de Ripley e do cinegrafista, é que se se decidiu por fazer modificações nas roupas.
  • Para a morte de Parker foi feito um molde da cabeça em fiberglass de Yaphet Kotto e preenchida de cérebro de porco. A frente foi feita de cera, para que os dentes do Alien pudessem penetrar facilmente.
  • O plasma que parte da cápsula de escape e atinge o Alien no final do filme são toneladas de água caindo contra a câmera.


O ROTEIRO

  • A parceria entre os roteiristas Dan O'Bannon e Ronald Shusett começou quando Shusett pediu a O'Bannon uma ajuda para adaptar um conto de Philip K. Dick que ele havia adquirido os direitos, o conto era "We Can Remember It for You Wholesale" que se chamaria no cinema Total Recall (1990). O'Bannon disse então que tinha uma ideia de um roteiro sobre um alienígena a bordo de uma nave espacial e que precisava também de ajuda. Shusett topou trabalhar neste filme do Alien antes, pois achavam que seria mais barato de realizar. O titulo inicial do roteiro era "Star Beast" (Fera Estelar).
  • Dan O'Bannon tirou a ideia dos Aliens depositarem larvas nos estômagos dos hospedeiros a partir de um pesadelo seu com um tipo de vespa (pompilidae) que deposita ovos em aranhas.
  • O personagem Ash não faz parte do roteiro original de Dan O'Bannon.
  • Todos os nomes dos principais personagens foram mudados pelos produtores Walter Hill e David Giler durante a revisão do roteiro original de Dan O'Bannon e Ronald Shusett. O roteiro de O'Bannon e Shusett também havia uma cláusula indicando que todos os personagens eram "unisex", significando que poderia ser interpretado tanto por atores quanto por atrizes, porém Shusett e O'Bannon nunca pensaram em Ripley como uma mulher.
  • O nome original da nave era Snark. Depois foi trocado para Leviathan antes de ser finalmente Nostromo, que é o titulo de um livro de Joseph Conrad. A cápsula de escape usada por Ripley  chamava-se "Narcissus", outra referência a um livro de Joseph Conrad.
  • Uma cena de sexo entre Dallas e Ripley estava no roteiro, mas não foi filmada.
  • Ridley Scott disse que preferia um final mais sombrio, com o Alien arrancando fora a cabeça de Ripley na cápsula de escape, sentando-se em sua cadeira e enviando uma mensagem com a voz de Ripley, para a Terra. Aparentemente a 20th Century Fox não ficou confortável com este final.
  • A “Companhia” que aparece somente duas vezes no roteiro chama-se Weyland-Yutani. Nas seqüências de Alien, o papel da Companhia ficaria mais caracterizado como o braço corporativo por trás dos acontecimentos, como uma mega-corporação com ramificações e interesses em diversas áreas, desde colônias mineradoras em mundos distantes, robôs, administração de prisões, laboratórios até, e principalmente, na indústria de armas. Esta divisão em especial é quem está mais interessada em obter o controle de um Alien. O lema da Companhia é ‘Construindo Mundos Melhores’.


AS FILMAGENS

  • Exceto por John Hurt, o elenco não sabia o que aconteceria na cena da cozinha, que foi explicada, mas não em detalhes. Por exemplo, Veronica Cartwright não esperava receber o spray de sangue e gritou de verdade.
  • Cenas extras filmadas não foram incluídas devido a problemas de continuidade, como: Ripley encontra Dallas e Brett presos a um casulo e Dallas está coberto de vermes e implora Ripley que o mate. Ela o faz com o lança chamas. Ripley e Lambert discutem se Ash faz sexo ou não. Numa cena alternativa da morte de Brett, Ripley e Parker agarram Brett, que está sendo erguido para o teto.
  • Para o segmento do despertar do hipersono, Veronica Cartwright e Sigourney Weaver utilizaram fitas cirúrgicas para cobrir os mamilos (considerou-se que a visão poderia ofender outras culturas e dificultar a exibição e a venda do filme no exterior).
  • A cena da cozinha foi filmada em uma só tomada, com 4 câmeras.
  • Para filmarem a reação de medo de Jones, o gato, quando surge o Alien, foi utilizado um pastor alemão no cenário, por trás da câmera.
  • As cenas de perseguição nos túneis de ventilação foram filmadas em um só dia.
  • O grito do Alien ao sair do estômago de John Hurt foi feito por Percy Edwards, um especialista em imitar sons de animais e contratado pessoalmente por Ridley para tal.
  • No primeiro dia em que foi filmado Jones, o gato, a pele de Sigourney Weaver reagiu, levando a jovem atriz a pensar que fosse alérgica ao pêlo do gato, e que seria mais fácil colocá-la em outro papel. Depois descobriram que a pele de Weaver estava reagindo a glicerina usada para fazer parecer suor.
  • Para a cena da cozinha, John Hurt teve sua cabeça, ombros e braços, passados pelo buraco da mesa onde aparece deitado. Um tórax falso estava ligado a ele. A criatura surgiria (alimentada por um sistema de ar comprimido que o impulsionava) através das entranhas de vários animais escondidas sob a roupa de Hurt. O elenco, com exceção do próprio Hurt, desconhecia os detalhes da cena, a fim de provocar reações reais de choque e aversão.
  • Para a aparição do Alien na cápsula de escape, o cenário foi montado ao redor de Bolaji Badejo, para dar a efetiva impressão dele estar escondido. Mas filmá-lo saindo de lá foi bastante complicado pois a roupa varias vezes rasgou e a cauda inteira caiu.
  • Uma cena originalmente cortada do filme mas posteriormente inserida na versão do diretor (Director's Cut) mostra Lambert estapeando Ripley em retaliação por esta se recusar a deixar ela, Dallas e Kane entrarem no Nostromo. De acordo com Ridley Scott e Veronica Cartwright, toda vez que ela ia acertar Sigourney Weaver, Sigourney se afastava. Depois de três ou quatro takes, Scott finalmente disse a Cartwright "Não se segure. Bata nela de verdade!"