quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Jornada nas estrelas: da ficção científica à ufologia



"Os roteiristas de Jornada sempre foram pródigos em colocar a tripulação defronte ou no encalço de poderes e mistérios que ultrapassavam os limites do conhecido mas que, na aparência, pareciam humanos, demasiado humanos.
Era uma fórmula corrente entre os ficcionistas de referirem-se às injunções da vida, quer fossem elas inerentes a entidades equiparáveis a deuses ou aos próprios homens.
No episódio 'Errand Of Mercy' (Missão De Misericórdia, escrito e co-produzido por Gene L. Coon e dirigido por John Newland), Kirk e Spock descem ao planeta Orgânia, habitado por uma cultura que o tricorder (misto de computador, sensor e gravador portátil) indica estar estagnada há dez milênios em patamares medievais, a fim de evitarem a invasão do Império Klingon, raça militarista e guerreira que de primeira e grande inimiga da Federação, evocando os russos, passaria a aliada a partir de A Nova Geração.
Entretanto, para surpresa das duas partes em disputa, os organianos revelam-se seres totalmente incorpóreos e puramente energéticos. A forma humanóide que haviam assumido e as construções erguidas à sua volta constituíam-se em meros convencionalismos para que os visitantes pudessem ter pontos de referência decodificáveis.
Como disse Spock, 'Os organianos estão para nós na escala da evolução assim como estamos para a ameba'."

Jornada nas estrelas: da ficção científica à ufologia - A transposição das telas para o cenário ufológico - Cláudio Tsuyoshi Suenaga [ Download ]