terça-feira, 3 de março de 2009

Monteiro Lobato e a ficção científica



Verne e Lobato: em busca de “saber” e “viagem”

Jules Verne foi um dos autores de ficção científica do século XIX mais lidos e imitados no
Brasil.1 O fascínio despertado por suas narrativas, que não somente exploravam as novidades
científicas da época, mas igualmente se passavam num futuro indeterminado, fizeram sonhar
muitos meninos e meninas brasileiros do final do século XIX, entre eles um menino de
Taubaté, José Bento Monteiro Lobato.

Na sua correspondência por mais de 40 anos, com seu amigo de juventude Godofredo Rangel, reunida no livro A Barca de Gleyre, Monteiro Lobato refere-se a Jules Verne em duas cartas (14.05.1907 e 12.01.1910) e no seu universo ficcional, no que se refere à sua literatura infantil, o autor fala, através de suas personagens, da impressão causada pelos livros de Verne. Em Serões de Dona Benta (1935),2 após as aulas de astronomia dadas por Dona Benta quotidianamente, Pedrinho começa a imaginar uma viagem à Lua, fala de Jules Verne e de suas premonições científicas, quase todas já realizadas: “Todos os romances de Júlio Verne são realidade, não são mais fantasia ; porque o livro Da Terra à Lua não iria se realizar?” (p. 169). Pedrinho refere-se ao livro de Jules Verne De la Terre à la Lune, no qual o autor conta a estranha viagem de um dos membros do Gun-Club à Lua.

No entanto, o livro francês nos deixa sem respostas sobre o destino da personagem; Verne parece não poder ultrapassar a linha da ciência e da realidade. Contrariamente ao seu antecessor, Lobato escreveu, sem pudores, sobre o jamais visto e vivido e se aventurou por terrenos “estrangeiros”, fazendo suas personagens, com o simples poder da imaginação, flutuar em plena Via-Láctea, conhecer São Jorge ou encontrar marcianos, no livro Viagem ao Céu de 1932. Nesta aventura, os picapauzinhos colocam em prática as aulas de astronomia e ciência dadas por Dona Benta, tão necessárias aos pequenos “positivistas” lobatianos.

Monteiro Lobato e a ficção científica: a “irradiação” da obra de Jules Verne no romance Choque das Raças ou O Presidente Negro - Flavia Mara de Macedo [ Download ]