sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Tudo que você precisa saber para sobreviver a um ataque de zumbis, mas tinha vergonha de perguntar






Um instituto americano realizou uma pesquisa sobre qual seria o estado americano com maiores chances de seus moradores sobreviverem a uma invasão de zumbis, e chegou a conclusão de que seria a Dakota do Norte. A explicação é bem simples. Baixo indice de habitantes por quilômetro quadrado, recursos naturais abundantes, uma cultura pouco dependente, tecnologicamente falando, das benesses modernas (que convenhamos, deixariam de existir em uma pandemia zumbi), além de alta concentração de armas.

Trazendo estes critérios para o Brasil, chegamos a conclusão de que o estado brasileiro com a maior chance dos seus habitantes sobreviverem a um ataque de zumbis, seria... o estado de Alagoas.

Portanto, se você ainda tinha dúvidas sobre onde construir seu bunker, pode preparar as malas!
Uma dica, compre um lote na praia de Paripueira, cerque a propriedade, eletrifique-a (não esqueça de comprar um bom gerador), e desfrute do holocausto zumbi pegando uma cor.



Coqueiros, piscinas naturais, manguezais de água doce, lagosta, caranguejo, temperatura agradável o ano inteiro,... água de coco não faltará, assim como camarão na sua rede...
Tem lugar melhor para estar no fim do mundo (literalmente) ?

Se você ainda não sabe como, o Capacitor Fantástico vai te ajudar com algumas orientações básicas.   
 
Primeiro, dois sites obrigatórios.


 The Zombie Preparedness Initiative é uma base de conhecimento criada por uma comunidade preocupada com a iminente invasão zumbi. Não se tratam de especialistas, mas apenas pessoas comuns, trocando experiências e conhecimento. Desta forma esperam poder ajudar o público em geral a se prepararem para esta real ameaça.



 
Zombie Reserch Society - aqui você vai encontrar toda informação necessária para aprimorar seus conhecimentos, como por exemplo, a orientação de como se livrar dos corpos.  A queima é desaconselhável, pois pode aumentar a infestação, como sabemos.


Além destes dois ótimos sites, aconselhamos a todos os candidatos a sobreviventes, que leiam estes três artigos, que acreditamos ser de grande utilidade.

How to kill a zombie (Como matar um zumbi) Este pequeno guia prático irá orientá-lo na escolha das armas para esta perigosa tarefa, que irá requer de você, coragem e atenção aos detalhes. Além disso, aborda de maneira sucinta, técnicas de ataque, desmembramento e incineração (apenas em último caso)

When zombies attack!: Mathematical modelling of an outbreak of zombie infection (Quando zumbis atacam! Modelagem matemática de um surto de uma infecção por zumbis).  Modelo de uma pandemia zumbificante realizado por cientistas e estudiosos. Introduzindo um modelo básico para a infecção zumbi, determinam o equilíbrio e sua estabilidade, ilustrando os resultados numericamente. Em seguida, refinando o modelo, introduzem um período de latência de zumbificação, segundo o qual os humanos serão infectados, antes de se tornarem mortos-vivos. Em seguida, modificando o modelo, incluem os efeitos de possíveis quarentenas ou curas, para finalmente examinarem maneiras de se combater a invasão, mostrando que apenas com ataques agressivos e rápidos, poderemos evitar o derradeiro cenário apocalíptico - o colapso da sociedade.

ZOMBIE ATTACK (Ataque Zumbi)  Preparação através de exercícios de simulação de desastres. O objetivo deste exercício é o de discernir as estratégias adequadas para responder a um ataque de zumbis e/ou infecção, que pode afetar o campus da Universidade da Flórida.


Existem claros indícios de que a contaminação já começou em diversos países, como por exemplo, nesta coluna de encontros, de um jornal de Detroit (EUA).






BOA SORTE !!