quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

O Visitante do labirinto - Rafael Ábalos



Um jovem príncipe, filho do Honorável Rei Winder Wilmut Winfred, está perdido na mata próximo do Lago Fergonol depois de ter saído para um passeio ao longo de suas margens.O jovem chega a uma cabana onde descobre com surpresa que um homem estranho está a sua espera, é Gorgonan, duende do Lago Fergonol, que anunciou que ele tinha atravessado as portas do labirinto invisível, tal como anos atrás, tinha feito seu pai, o rei.  A perplexidade do Príncipe aumenta com a visita de três outros duendes, Borbarón, Candelán e Sandelón, os três idênticos a Gorgonan. Ele informa que o herói deve se preparar para no dia seguinte fazer uma viagem que o levará a descoberta de si mesmo.

Um livro contendo todos os elementos das lendas e contos de aventura: um jovem que se perde na floresta e encontra uma cabana onde vivem os duendes, navios piratas, seres fantásticos como o dragão, cavaleiros andantes, castelos sob cerco, os barões gananciosos...


[...

O vento cantou melodias que pareciam vir de flautas de bambu, o velho e desajeitado Gorgonan sentou na sua agradável cadeira de balanço de vime brincando com seu cachimbo de bolhas de sabão e anéis mágicos no ar de espuma azul. Sentou-se na porta de sua casa confortável, de frente para as águas geladas do lago em cuja superfície espelhava as neves eternas das montanhas que ficavam nas suas margens como um gigante sonolento e preguiçoso. No céu, uma lua minguante com brilho de águas em movimento, brilha uma louca corrida entre uma infinidade de estrelas cintilantes.

Gorgonan sabia que estava próxima a chegada do Visitante. Apareceria pelo atalho do oeste com a precisão de um relógio de sol, no justo momento em que a lua se desvanecesse no horizonte. Por isso não mostrava nenhuma impaciência. — O que tem que chegar, chegará, — disse para si mesmo, olhando as pontas reluzentes de suas botas como se falasse com elas. Ele nunca as tinha limpado com tanto esmero. Mas esta era uma ocasião única, embora o Visitante ignorasse ainda seu irremediável destino: só era um jovem príncipe um pouco atordoado, esguio e de olhos apagados, que, nessa mesma tarde decidiu aventurar-se a passear pelas margens do lago e que agora vagava perdido e assustado pelo bosque que o envolvia, fechado e denso como um enigma indecifrável. ...]


O Visitante do labirinto - Rafael Ábalos [ Download ]