quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Prototipagem, FC e o Projeto Amanhã

Science Fiction Prototyping (SFP) é uma metodologia emergente que utiliza o processo de escrita baseada em ficção científica para explorar como as descobertas científicas e tecnologias podem afetar a vida de seres humanos no futuro.





Um exemplo de SFP é o Projeto Amanhã (Tomorrow Project), uma iniciativa patrocinada pela Intel, para investigar as implicações do avanço tecnológico sobre nossas vidas e o planeta.

"Este é um momento único na história. Ciência e tecnologia progrediram a um ponto que o que construímos é apenas restringido pelos limites de nossa própria imaginação. O futuro não é somente um ponto fixo na frente de nós, impotentes para alterá-lo. O futuro é construído todos os dias pelas ações das pessoas. Cabe a todos nós sermos participantes ativos no futuro." é o que prega o futurista Brian David Johnson da Intel.

O Projeto Amanhã fomenta discussões com artistas da música, filósofos, escritores e cientistas, para obter suas visões para o mundo que está vindo e o mundo que eles gostariam de construir.

Um dos frutos desta iniciativa foi o livro 'The Tomorrow Project'. Quatro autores best-sellers da ficção científica, Douglas Rushkoff, Ray Hammond, Scarlett Thomas e Markus Heitz, criaram contos sobre a tecnologia de amanhã.

O livro está disponível para download, incluindo uma introdução escrita por Brian David Johnson.




Todas as quatro histórias nesta coleção são baseadas em tecnologias que Intel está atualmente desenvolvendo em seus laboratórios.

Cada história é única em sua própria visão e interpretação da vida no futuro, mas cada uma delas capta o drama humano futuro. A tecnologia é simplesmente uma parte do drama.

Scarlett Thomas nos dá um retrato de uma família em um mundo que é familiar ainda que engenhoso em suas conexões tecnológicas.
Markus Heitz traz um conto fascinante de alerta, sobre colocar nossos desejos humanos e a nossa capacidade de construir um futuro em que não vamos querer viver.
Douglas Rushkoff nos fala sobre último dia de trabalho do Dr.Spiegel de Leon, literalmente, o último dia de trabalho do homem. Um desafio do que significa ser humano.
E finalmente Ray Hammond nos coloca em uma corrida para salvar a vida de um ente querido. É uma corrida que é auxiliada e prejudicada por uma complexidade de dispositivos, sensores e conexões.

Estas histórias mostram-nos que, em última análise as histórias do nosso futuro não são sobre tecnologia, megatendências ou previsões, mas que o futuro é sobre as pessoas.