quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

O Filho de Spock - A.C. Crispin



— Não, obrigado, Voba, não posso comer mais nada - disse James Kirk com um suspiro apreciativo, gesticulando para que o ajudante-de-ordens de cabelos vermelhos levasse embora os rolinhos de mel que oferecia. — Na verdade, eu quase poderia adormecer aqui mesmo. É tão bom sentir-me quente, limpo e alimentado. - Ele bocejou tão abertamente que suas mandíbulas estalaram.

Leonard McCoy hesitou diante do prato que lhe era oferecido, e então sucumbiu. — Eu não deveria, mas vou fazer assim mesmo. - Ocupou-se em espalhar geléia no rolinho. — Vocês percebem que estamos aqui há menos de um dia? Parece mais do que uma semana.

Spock deixou a mesa, andando lentamente até a janela. Os três oficiais haviam sido designados para quartos de dormir separados que davam para essa grande sala de estar.
Tapetes de lã feita à mão, em cores brilhantes e padrão que a Kirk lembravam dos designs Zuni que ele vira, pendiam das paredes e estavam espalhadas pelo chão de pedra, além de haver duas monstruosas lareiras em ambos os lados do aposento. Três grandes janelas sem vidros permaneciam com suas cortinas abertas, fornecendo a visão de uma grande campina plana atrás da fortaleza. Era evidentemente o local dos exercícios militares, pois a cavalaria e os soldados a pé treinavam lá. As montanhas ao norte encontravam-se distantes.

O vulcano ficou observando o local de treino com as mãos postas atrás das costas. — Talvez ache isso interessante, Jim. Zar está usando uma variação do antigo sistema manipular romano, que por sua vez se derivara das falanges gregas. No entanto, ele está usando arqueiros com arcos longos nos flancos... que devem ser eficientes contra carruagens inimigas.

Spock fitou o outro lado do campo. — Sua cavalaria é bem treinada e armada com lanças. Eu teorizaria que ele a está usando como força de ataque móvel para assolar as linhas traseiras do inimigo em seus pontos mais fracos.

— Mas Cletas disse que eles estavam com uma desvantagem de quatro para um - falou McCoy. — Que diferença pode fazer uma maior mobilidade?

— Ficaríamos surpresos, Magro - disse Kirk, cocando os olhos. Se ficasse sentado mais um instante, ele realmente dormiria.



O Filho de Spock - A.C. Crispin [ Download ]