sábado, 23 de maio de 2009

Utopia e Ficção Científica: a “geografia real” e os futuros (im)prováveis



[É difícil medir o tamanho da influência que a ficção científica exerce sobre os seus aficionados, mas ela não é desprezível.

Não há dúvida de que a ficção científica incitou gerações a optarem pela carreira científica.

Uma indicação disso apareceu na edição de janeiro de 1998 da prestigiada Scientific American.

A revista publicou notícia sobre pesquisa realizada com estudantes da Pardue University, cuja conclusão principal foi a de que eles consideraram que os filmes Jornada nas Estrelas foram decisivos para promover seu interesse por ciência.

Por outro lado, a ficção científica também exerce impacto preparatório sobre o público e a comunidade científica, no sentido de ampliar o repertório de reações à mudança. Ela faz os leitores e espectadores lidarem com possibilidades que normalmente não seriam consideradas, habilitando-nos a perceber o potencial das novas tecnologias e a encontrar os ambientes em que poderemos conviver com os novos conhecimentos e invenções...]



Utopia e Ficção Científica -Marcos Lobato Martins [ Download ]
Professor das Faculdades Pedro Leopoldo e Faculdade de Filosofia e Letras de Diamantina/UEMG. Doutor em História pela USP.