segunda-feira, 31 de agosto de 2009

No espaço ninguém pode ouvir seu grito


Em parte porque há pouco terror por lá.

No ano passado a NASA respondeu a um pedido do Freedom of Information Act que solicitava:

1-A lista, índice ou diretório ou catálogo de livros recreacionais para leitura no tempo de folga, mantido na ISS (Estação Espacial Internacional).

2-A lista, índice ou diretório ou catálogo de filmes e programas de televisão mantido na ISS.

3-A lista, índice ou diretório ou catálogo de livros de música mantido na ISS.

A resposta da NASA forneceu alguns vislumbres interessantes sobre os hábitos de leitura de nossos homens no espaço.

Não é nenhuma surpresa que os livros de Sci-Fi são os favoritos na estação espacial.

No entanto pode ser uma surpresa que Lois McMaster Bujold, autor da série Vorkosigan Saga, é o autor com mais títulos no espaço (com 8 livros), junto com David Weber e a série Honor Harrington (8 livros). Isaac Asimov tem apenas dois livros que orbitam o planeta. Jules Verne tem apenas um. Arthur C. Clark não está representado e H.G. Wells continua a ser um escritor estritamente terrestre.

Fiquei surpreso ao ver que o livro de auto-ajuda TEN DAY MBA aparece na prateleira da ISS.
O aprendiz de capitalista diria: "Claro, ser um astronauta é bacana e tudo mais - mas um dia eu vou ter que conseguir um emprego de verdade".

Talvez o mais estranho livro na prateleira do ISS é de Wayne Grudem, Teologia Sistemática: Uma introdução a Doutrina Bíblica, um tijolo de 1.200 páginas sobre interpretação bíblica contemporânea. A inclusão deste livro é ainda mais estranha, considerando que nas prateleiras da estação espacial não há uma Bíblia.

Eles no entanto tem A Origem das Espécies, de Darwin.

O único romance de horror disponível para astronautas é Winter Haunting de Dan Simmons, uma história de assombração sobre um homem que retorna à sua pequena cidade natal para enfrentar o sobrenatural.

Isto sugere que a Lei de Barker (a hipótese de Clive Barker, de que em cada lar americano há uma Bíblia e um livro de Stephen King) não ocorre no espaço.

Partindo do princípio que os cérebros no controle de terra decidiram, em algum momento, que a última coisa que um monte de caras presos em uma pequena coleção de latas pressurizadas flutuando em um enorme vazio precisavam, era de filmes para enlouquecê-los, há pouquíssimos filmes de terror à bordo da ISS. Mesmo os títulos que podem ser considerados de terror, possuem um tanto de ação, thriller, ou são do gênero Sci-Fi.

O Relatório da NASA diz que King Kong está disponível, ainda que não esteja claro se os astronautas estão assistindo o clássico original ou a versão CGI de Jackson. Stir of Echoes, estrelado por Kevin Bacon, é mantida a bordo da ISS. Por fim, O Sexto Sentido orbita sobre nós, embora, sinceramente, só é assistido uma vez a cada missão. Uma vez que os astronautas assistem e sabem seu final, o filme passa a ganhar poeira espacial na prateleira, até um novo lote de novatos.

O que vocês acham? Devemos comprar para a NASA, o dvd de Alien, para a Estação Espacial Internacional?


Retirado do blog And now the screaming starts


Description of document: NASA List of books, movies, television shows, and music maintained on the International Space Station (ISS) for recreational/off-duty consumption
Requested date: 10-April-2007
Released date: 23-April-2008
Posted date: 29-April-2008
Source of document: JSC FOIA Public Liaison Officer
Johnson Space Center