quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Os melhores livros de Ficção Científica e Fantasia (2000 a 2009)



Declare (2001) é um romance de fantasia de Tim Powers, uma versão inovadora para o gênero espionagem.

O reino mundano da biologia, se rende ao domínio das forças sobrenaturais que manipulam nossa vida à sua vontade, e alguns seres humanos são cúmplices das entidades e djinns. Os soviéticos aceitam, com fatalismo, uma poderosa rainha djinn como patronesse, zelando pela manutenção e expansão das fronteiras da URSS e do comunismo, implicando que para isso, agentes russos devam ser enviados para o Monte Ararat, local onde a  aliança será firmada. Contra esta perspectiva apocalíptica, as potências ocidentais mobilizam seus serviços secretos para uma uma missão com o objetivo de manter fechada a rolha na garrafa do gênio.

O livro ganhou o World Fantasy Award e o International Horror Guild, e foi indicado para o Prêmio Locus.





Cloud Atlas (2004), o romance do autor britânico David Mitchell, ganhou o British Book Awards Literary Fiction Award e o Richard&Judy de Livro do Ano, e foi pré-seleccionados para o Booker Prize, Nebula, Arthur C. Clarke Award, e outros prêmios, colocando-o entre os mais premiados na história recente da FC.

O virtuoso Mitchell evoca uma variedade de gêneros, de Melville ao noir californiano, até a fantasia distópica. Temos um funcionário ingênuo, numa viagem à Polinésia do século XIX, uma aspirante a compositora que se insinua na casa de um gênio sifilítico; um jornalista que investiga uma usina nuclear, uma editora com um perigoso best-seller em suas mãos, e um humano clonado que está sendo criado para o trabalho escravo.
Estas histórias são divididas e organizadas em torno de uma sexta história, de um narrador em uma ilha pós-apocalíptica, que constitui o cerne do romance.





Mélusine (2005) é um romance de fantasia de Sarah Monette.

A história gira em torno de duas personagens: Félix Harrowgate, um mago e membro da alta sociedade da Magia, e o ladrão Mildmay, a Raposa, que vivem em regiões muito diferentes da cidade de Melusina.

O destino os reune quando Félix é acusado de destruir o cristal Virtu, uma esfera que canaliza a energia mágica em Melusina. Mildmay, por outro lado, compromete-se por um furto menor. O roubo abre o caminho para uma série de acontecimentos infelizes, que forçam Felix e Mildmay, à uma parceria que nenhum deles poderia ter previsto ou desejado.





Burn (2005) é um romance de ficção científica de James Patrick Kelly, e recebeu um prêmio Nebula.

Prosper Gregory Leung é um agricultor que foi recrutado para ajudar a combater os incêndios florestais em seu planeta natal de Walden. Após ser ferido no cumprimento do dever, ele é enviado para recuperar-se em um hospital, onde acaba por entrar em contato com um jovem governante do planeta Kenning.

Kelly extrapola intrigantes aspectos humanos ao nos apresentar uma colônia de "humanos verdadeiros", que rejeitara a tecnologia avançada, em troca de uma vida de simplicidade voluntária.






Natural History (2004) de Justina Robson é um romance ousado e original de FC, uma obra impressionante, de idéias arrojadas e personagens inesquecíveis.

Retrata um mundo do futuro, em que criaturas especiais e sensíveis, chamadas forged (forjados), foram criadas para funções específicas.  Quando crianças, elas vivem uma vida rica em realidade virtual, onde desenvolvem suas funções biológicas. No entanto, quando adultos recebem órgãos e personalidades que são projetadas para atender a finalidades específicas. Já não são permitidas no espaço virtual, e estão presos em corpos mecânicos, desprovidos das ricas experiências e das relações com os quais foram criados.

Embora a ideia de híbridos da engenharia genética não seja em nada nova, a forma com que Robson dá vida aos forged é deslumbrante, e Robson não deixa o leitor ignorar as implicações sexuais, biológicas e éticas.





Camouflage (2004), o romance de ficção científica escrito por Joe Haldeman, ganhou os prêmios Nebula e o Tiptree James, Jr.

Um milhão de anos antes da aurora do Homo sapiens, dois imortais alienigenas vagam pela Terra, desmemoriados de sua origem ou finalidade. Mais tarde, no ano de 2019, um artefato em formato de ovo, é descoberto ao largo da costa de Samoa, enterrado nas profundezas do oceano.

O misterioso artefato faz com que os dois seres alienígenas se questionem sobre o significado do objeto e sua relação com ambos. 





Seeker (2005) é um romance de ficção científica de Jack McDevitt e recebeu o prêmio Nebula, além de ter sido indicado ao John W. Campbell Award.

A história se passa cerca de 10.000 anos no futuro, após a raça humana ter se expandido a ponto de habitar incontáveis mundos.

Alex Bento e seu parceiro Chase Kolpath, se especializaram em um novo tipo de arqueologia espacial, envolvendo vasculhar bases abandonadas e espaçonaves desertas, em busca de itens valiosos.

Porém um dia se aproxima de Alex uma misteriosa mulher, que pede a ele para verificar o valor de um copo cheio de símbolos estranhos. Depois de alguma pesquisa, descobrem que a taça é uma relíquia de 9.000 anos de idade, de um dos primeiros veículos FTL (mais rápido que a luz), o Seeker.

Seeker era uma nave-colônia, tripulada por uma facção conhecida como Margolians, que estavam fugindo de uma sociedade opressora, na esperança de se estabelecer em um mundo livre.
Mal sabem eles que este é apenas o começo de uma aventura que os levará aos confins do Universo.





Hominids (2003) de Robert J. Sawyer, ganhou o Hugo e foi indicado para receber o Nebula, devido a sua originalidade e extrapolação científica única.

Hominids é um romance de ficção especulativa, e também o primeiro livro da série Neanderthal Parallax, uma trilogia que analisa duas espécies estranhas uma para a outra, e unidas na busca incessante do conhecimento.

Nós somos uma dessas espécies, a outra é a do Homem de Neandertal, de um mundo paralelo, onde eles, e não o Homo sapiens, tornaram-se a inteligência dominante. Nesse mundo, a civilização Neanderthal alcançou status de cultura e possui uma ciência comparável à nossa, mas diferentes em sua história, sociedade, filosofia, etc.

Durante um experimento em uma mina no Canadá, Ponter Boddit, um físico Neanderthal, acidentalmente perfura a barreira entre os mundos, e é transferido para o nosso universo.
Ele é capturado e estudado, sozinho e confuso, um estranho em uma terra estranha.

O contato entre humanos e neandertais cria um relacionamento cheio de conflitos, um desafio filosófico que ameaça a existência das espécies, mas igualmente rico em possibilidades de cooperação e de crescimento em vários aspectos científicos e até espiritual.





Never let me go (2005) é um romance de ficção especulativa do escritor britânico Kazuo Ishiguro.

O livro foi indicado para os prêmios Booker Prize, Arthur C. Clarke e o National Book Critics Circle  Award e a revista Time nomeou-o como melhor romance de 2005 e o incluíu na lista dos 100 melhores em língua inglesa (1923-2005). Ele também recebeu uma ALA Alex Award.

A história se passa em uma Inglaterra distópica, em que os seres humanos são clonados para fornecer órgãos para transplante, e Kathy, uma jovem de 31 anos, e seus amigos, foram criados para serem doadores.






Mortal Engines (2004) é o primeiro romance de Philip Reeve, da série steampunk Hungry City Chronicles.

O livro, que ganhou o prêmio Nestlé Smarties Book Prize, e foi indicado para o Whitbread, é ambientado em um mundo pós-apocalíptico steampunk, devastado em eras passadas por um holocausto nuclear conhecido como "Sixty Minute War".

Para fugir dos terremotos, vulcões e outras instabilidades geológicas, um homem chamado Nikola Quercus, projetou um sistema que permite que cidades inteiras se tornem veículos imensos, conhecidos como Traction Cities, e que devem consumir umas as outras, a fim de sobreviver em um mundo privado da maior parte dos recursos naturais.

A Europa, parte da Ásia, o norte da África, a Antártida e o Ártico, são habitadas por Traction Cities, e a América do Norte tornou-se um deserto radioativo. As nações deixaram de existir, sendo cada cidade um Estado.

Londres é a Traction Cities principal do livro.
Em Londres os Engenheiros são responsáveis por manter as máquinas. Os Historiadores são responsáveis por recolher e preservar artefatos antigos, altamente valorizados. Os Navegadores são responsáveis pela direção e por traçar o curso de Londres. Os Comerciantes são responsáveis pela economia.

Uma aventura excitante, violenta e tremendamente cativante.