domingo, 16 de janeiro de 2011

Os pássaros - Daphne Du Maurier






"Em 03 de dezembro, o vento mudou durante a noite, e chegou o inverno.
Até então, o outono tinha sido suave e pacífico. As folhas, vermelho dourado, permaneciam nas árvores e as sebes ainda estavam verdes. A terra era fértil em locais onde o arado tinha removido.
Nat Hocken, devido a uma deficiência sofrida durante a guerra, gozava de uma pensão e não precisava trabalhar todos os dias na fazenda. Trabalhava durante três dias por semana e sempre pedia para executar as tarefas mais simples: levantar cercas, reparos...
Embora casado e com filhos, Nat tinha uma tendência a solidão, preferindo trabalhar só..."

Desta forma começa o romance 'The Birds', de Daphne du Maurier. Somos apresentados a Nat Hocken, que enquanto observa o céu, vê que os pássaros parecem mais agitados que o normal.
Sr. Trigg, o dono da fazenda onde trabalha Nat, atribui o comportamento incomum das aves a um inverno rigoroso por vir.

Naquela noite, enquanto toda a sua família dorme, Nat ouve uma batida na janela de seu quarto. Quando ele a abre, sente algo ferir sua mão e vê um pássaro voar para longe e percebe que sua mão está sangrando.

Logo depois retornam as batida, com mais força. Quando abre a janela, uma duzia de aves vem contra seu rosto. Após uma luta intensa, ele é capaz de vencê-los e eles voam para longe. Em seguida ouve sua filha gritar no quarto ao lado. Um bando de pássaros está atacando as crianças. Mais uma vez, ele é capaz de afugentá-los, embora muitas das aves estejam mortas.

Após o ataque, Nat tenta acalmar e confortar sua família, explicando que o inverno rigoroso teria perturbado os pássaros e que entraram na casa porque estavam assustados e perdidos e queriam abrigo.

Na manhã seguinte, Nat, com sua filha Jill, vai até a fazenda de Trigg para se certificar que tudo está bem.
A sra. Trigg, esposa do fazendeiro, pensa que Nat exagera na sua história sobre o ataque, já que ela e o marido nunca tiveram nenhum problema.

Nat volta para casa e está retirando as aves mortas do quarto das crianças quando olha para o mar e vê milhares de gaivotas planando sobre as ondas.

Sua esposa conta que ouviu vários relatos no rádio sobre ataques de aves em todo o país, incluindo Londres.
Ele fala sobre as milhares de gaivotas no mar, esperando para começar um ataque.
A fim de protegê-los, Nat prende placas nas janelas e bloqueando a chaminé. Os pássaros atacam e eles se escondem na cozinha, ouvindo sons de pássaros raspando e se esmagando contra as janelas, tentando entrar de ualquer maneira. Através do rádio ficam sabendo que fora declarada emergência nacional devido aos ataques. Em poucas horas o ataque desaparece, junto com a mará vazante.

Nat observa que as aves partiram as barricadas de madeira e assim precisa reforçá-las com o mobiliário.
Durante o próximo ataque, que começa algumas horas depois, as aves invadem a casa pelo quarto das crianças, e Nat percebe que a rádio de emergência foi tirada do ar.

Quando o ataque para, a família vai até a fazenda de Trigg para reunir material, continuamente observados pelas gaivotas pousadas, que estão esperando para começar o próximo ataque. Eles encontram os cadáveres do Sr. e Sra.Trigg. Nat percebe que nenhuma fumaça está vindo das chaminés das outras casas na área e lamenta que ele não avisou as famílias vizinhas.

Após a coleta de comida e combustível da fazenda, a família de volta para casa e logo o ataque recomeça.
A história termina com Nat ouvindo o som de madeira sendo partida.



Du Maurier utiliza-se do cenário para reforçar o sentido de ameaça.
Suas descrições do tempo e dos elementos sugerem que estas forças estão trabalhando em conjunto com os pássaros. Nat observa a mudança abrupta no tempo, que ele considera anti-natural e estranha a noite antes do primeiro ataque. Ele diz que o vento frio parece querer cortar-lhe até o osso, muito parecido com o que as aves planejam fazer...
O mar e o vento parecem ser aliados das aves, quase como se fossem participantes dos ataques. Nat nota que havia alguma lei que as aves obedecem e tinha a ver com o vento leste e a maré. As gaivotas passeiam antes de entrarem por terra, e seus ataques são cronometrados pelas marés. Após as aves mergulharem como bombas contra a casa de Hocken, o vento varre as suas carcaças.

Após ter sido publicada em 1952 como parte da coletãnea de contos 'The Apple Tree', 'The Birds' tornou-se um dos trabalhos mais conhecidos e elogiados de Daphne du Maurier.


 Os pássaros - Daphne Du Maurier [ Download ]






Alfred Hitchcock dirigiu e produziu 'The Birds' para a Universal Pictures em 1963, tendo Evan Hunter escrito o roteiro adaptado e estrelado por Tippi Hedren, Rod Taylor e Jessica Tandy.

Alfred Hitchcock declarou ter sido motivado a abraçar o projeto por conta de dois incidentes separados, ocorridos na California, quando grandes grupos de pássaros se atiraram contra casas e carros, quebrando janelas e assustando os moradores.

Contudo o diretor não contava com o sucesso do filme nos EUA, por achar que os americanos, sem ter conhecido os horrores dos bombardeiros aéreos sofridos pelos ingleses, não iriam se apavorar com ataques vindos dos céus.



Evan Hunter - The Birds (Screenplay Based On The Novel By Daphne du Maurier) [ Download ]