terça-feira, 24 de agosto de 2010

Metropolis1927.com



1927.
Em 10 de janeiro, estréia METROPOLIS de Fritz Lang, em Berlim, em uma versão de 4.189 metros, aprovada pelo diretor.
Para o lançamento em 7 de Março, nos EUA é montada uma versão de 3100. A Paramount retira um quarto do filme original, reescreve os intertítulos e muda nomes dos personagens. Seguindo o exemplo da Paramount, a UFA retira outras tantas cenas de Metropolis para um relançamento europeu em 26 de agosto, desfalcado de quase um quarto do original de Lang. O diretor lamenta profundamente contra a cortes drásticos. As imagens retiradas permanecerão perdidas por mais de 80 anos.

1969.
Usando materiais da Filmarchiv Staatliches da DDR, uma primeira tentativa é feita de restauração de Metropolis, mas após três anos os resultados são considerados insatisfatórios.

1984.
Giorgio Moroder lança uma versão colorizada do filme, com uma nova trilha sonora, que inclui Bonnie Tyler, Pat Benatar, Freddie Mercury, Adam Ant, etc. Um sacrilégio!

1987.
Na Deutsche Kinemathek em Munique, Alemanha, são feitos esforços de restauração, mas o filme continua a ser significativamente menor do que a versão original.

2001.
A restauração digital de materiais disponíveis é conseguida através de Friedrich-Wilhelm-Murnau-Stiftung, na Alemanha. Uma versão em 2005 do estudo do filme de Lang é encontrada, mas boa parte do original continua desaparecido.

2008.
Uma espetacular descoberta no Museo del Cine em Buenos Aires, Argentina. Em um carretel empoeirado, um negativo de 16 milímetros com cerca de 30 minutos de filmagem, complementando o material anteriormente descoberto.

2010.
A restauração finalmente fica pronta, com os negativos encontrados em 2005 e 2008.
Um clássico do cinema retorna do esquecimento - a versão "Director's Cut" - imaculadamente reconstruída e restaurada!

O site oficial da versão restaurada de Metropolis!