domingo, 1 de maio de 2011

Jack Williamson

 


John Stewart Williamson (29 de abril de 1908 - 10 de Novembro de 2006) nasceu em Bisbee, Arizona (EUA). Em busca de melhores pastagens, sua família migrou para o Novo México em 1915. A família logo voltou para o Texas.

Foi através da biblioteca da sua cidade que Williamson quando jovem, descobriu a revista Amazing Stories. 
Aos 20 anos vendeu para esta mesma revista seu primeiro conto (The Metal Man) e na década de 30 já era um autor estabelecido, e conta-se que Isaac Asimov quando adolescente, ficou emocionado ao receber um cartão postal de Williamson, seu ídolo, felicitando-o pelo seu primeiro conto publicado e dizendo: "Bem-vindo às fileiras".

Williamson serviu no exército americano na Segunda Guerra Mundial como meteorologista.

Como o término da guerra, passou a ser um colaborador regular de revistas populares, embora não atingindo o sucesso financeiro. Publicou diversas vezes em colaboração com Frederik Pohl.

Uma de suas primeiras séries, a famosa "A Legião do Espaço", era uma "space opera" cujos personagens foram retirados de 'Os Três Mosqueteiros' acrescido de 'Falstaff'.

Mas sem dúvida, Williamson sempre será lembrado por 'With folded hands'. Nesta história há pela primeira vez a introdução do robô como o conhecemos, chamados simplesmente de humanóides, que passariam a aparecer em vários de seus romances.

Professor emérito de inglês na Eastern New Mexico University (ENMU). Mais tarde se doutorou pela Universidade do Colorado, com uma dissertação sobre H.G. Wells. Graças a Jack Williamson, a Biblioteca da ENMU tem uma das maiores coleções de ficção científica do mundo.

No campo da ciência legítima, Jack Williamson cunhou a palavra de terraformação.

Obteve o título de Grão-Mestre em 1976 e foi presidente da SFFWA (Science Fiction and Fantasy Writers of America) entre 1978 e 1980, e recebeu prêmios numerosos demais para serem listados em detalhes. 

Williamson escreveu continuamente até pouco antes de sua morte, com mais de 50 romances e pelo menos 15 coleções de contos.

Perguntado sobre as recompensas de ser um escritor, respondeu:

"Para mim, acho que a maior recompensa é a satisfação de criar. Criar uma história e colocá-la no papel da forma que deve ser. Eu nunca escrevi bestsellers ou ganhei uma grande quantia de dinheiro com isso, mas quando eu olho para trás, vejo que fui capaz de passar a maior parte da minha vida fazendo algo que eu gostava. Quando olho para as pessoas ao meu redor, muitos deles estão trabalhando por dinheiro, em empregos que odeiam. Para mim tem sido amplamente compensador. É claro, escrever é um trabalho árduo, sentado muitas horas à máquina de escrever ou no computador, batendo nas teclas. Por muitos anos como um escritor de revistas populares, tentando desesperadamente ganhar a vida, trabalhei em histórias que foram mal concebidos ou não chegaram a bom termo. Nos últimos anos eu tive mais liberdade para escrever apenas o que eu queria escrever. Uma história não funciona a menos que seja algo que você realmente acredita. O leitor não vai acreditar, não vai se interessar se você não está interessado. Meus arquivos estão cheios de idéias abandonadas, histórias inacabadas que não deram certo, porque eu não me importava, não sabia o suficiente sobre a motivação, ou os personagens, ou o que eu queria dizer."



Jack Williamson ( El Hombre de metal, El principe del Espacio, Los Humanoides, Terraformar la Tierra, The Ultimate Earth, After World's End, Afterlife, Brother to Demons, Brother to Gods, Dark Star One, Eldren series, Hindsight, Hole in the world, Manseed, Nitrogen Plus, Star Bright, The firefly tree, The Happiest creature, The Hummanoids, The Legion of Time, The pygmy planet, The story Roger never told, The trial of Terra, Three from the Legion, Through the Purple Cloud Part, With Folded Hands, El paraje muerto, LA era de la Luna, La legion del Espaço, Mas Oscuro de lo que Pensais  ) [ Download ]